25 de jan. de 2012

universidades belgas no Ciência sem Fronteiras

Acordo inclui universidades belgas no Ciência sem Fronteiras



Acordo de cooperação firmado na quinta (19) entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPqMCTI) e o Conseil Interuniversitaire de la Communauté Française (Ciuf) da Bélgica inclui diversas universidade desse país no leque de opções de candidatos a bolsas do programa Ciências sem Fronteiras (CsF).


Pelo documento firmado pelo presidente do CNPq, Glaucius Oliva, e pelo Embaixador da Bélgica no Brasil, Claude Mission, os dois países desenvolverão colaboração no campo da pesquisa científica e tecnológica por meio do intercâmbio de estudantes e pesquisadores, visando à promoção de pesquisa, de consultoria e a troca de experiência e formação de recursos humanos no âmbitos dos projetos conjuntos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I); organização de seminários científicos e tecnológicos, workshops e simpósios, e a troca de informações sobre políticas e estratégias de P,D&I.


O acordo também prevê o desenvolvimento de um programa de atividades com as Universidades da Comunidade Francófona da Bélgica (Univ CfB), representadas pelo Ciuf, para o intercâmbio de estudantes e pesquisadores no âmbito do CsF.


Bolsas - O CNPq concederá anualmente até 80 bolsas para alunos de graduação realizarem parte de seus estudos em uma das Univ CfB por seis meses, com possível extensão de até 12 meses, no caso de estágio em laboratório ou na indústria. Até outras 80 bolsas para programa de PhD nas Univ CfB; até 240 bolsas anuais para brasileiros cursarem parte de seu programa de PhD, por até 24 meses, tipicamente realizando trabalho experimental em laboratório; até 40 bolsas de pós-doutorado para especialistas brasileiros por até 24 meses.


As instituições brasileiras concederão anualmente até 60 vagas para alunos de graduação das Univ CfB e até 240 bolsas para estudantes de PhD das Univ CfB. Os bolsistas de pós-graduação desta entidade podem se inscrever para a seleção de Jovens Talentos do Brasil, componentes do CsF. Também seus pesquisadores seniores poderão se inscrever para a seleção de Especialistas Visitantes no Brasil, para projetos conjuntos com grupos de pesquisa brasileiros, trabalhando no país por até três meses por ano durante três anos.


As ofertas de bolsas serão divulgadas anualmente na forma de Chamadas Conjuntas específicas. O CNPq e as Univ CfB selecionarão de forma consensual os candidatos aprovados.




Fonte: www.ifma.edu.br

Um comentário:

LEIA, COMENTE, E DIVULGUE!