9 de dez de 2013

Homenageados da 7ª edição do Prêmio José Augusto Mochel

Na 7ª Edição do Prêmio José Augusto Mochel, o PCdoB prestou homenagem a sete personalidades maranhenses e um movimento social que tiveram destaque na consolidação da democracia no Maranhão. A solenidade de entrega do prêmio aconteceu na noite da sexta (06), no Hotel Abbeville. As homenagens reverenciam a memória do líder comunista José Augusto Mochel, que faleceu em 25 de março de 88, em São Paulo. Mochel foi militante do movimento estudantil secundarista e universitário, marcando sua atuação no combate à ditadura militar. Mochel participou ativamente da luta pela redemocratização, apoiou as lutas de resistência camponesa num momento de graves conflitos pela posse da terra. Participou da luta pela anistia e ajudou a fundar a Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos.
Conheça os homenageados deste ano e seus perfis:
Aldionor Salgado - Jornalista, ex-secretário municipal de comunicação no governo Jackson Lago. Foi vereador pelo PMDB entre 1983 e 1988. Integrou o PT e há anos milita no PDT. Formou com Maria Aragão o grupo “prestista”(alusão à liderança de Luís Carlos Prestes) que atuava na política local nos anos 70 e 80.
Joisiane Gamba - Advogada, militante dos direitos humanos, ex-presidente da Sociedade de Direitos Humanos do Maranhão. Presidiu o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de São Luís. Tem longa atuação no estado e no país na luta pelos direitos humanos, integrando o Conselho Nacional dos Direitos Humanos.
Julião Amin Castro - Militante político egresso das lutas sindicais dos anos 70. Participou do primeiro núcleo de construção do PT, ingressando em seguida no PDT, partido pelo qual atua desde o início ao lado de Jackson Lago, Neiva Moreira, João Francisco, Reginaldo Telles, entre outros, e que atualmente preside no Maranhão. Presidiu o Sindicato dos Bancários do Maranhão, foi deputado estadual e federal pelo PDT.
Dom Gilberto Pastana - Dom Gilberto Pastana de Oliveira é o 2º Bispo Diocesano de Imperatriz, Maranhão, sucedendo a Dom Affonso Felippe Gregory. No seu ministério, tem se destacado no apoio às lutas populares por justiça e igualdade. Dom Gilberto possui forte atuação junto à população carente da região tocantina.
Jacó - Militante histórico do PCdoB, filou-se ao partido desde 1973, na cidade de Poção de Pedra – MA. Como trabalhador rural, Jacó apresentou destacada militância no setor agrário. Sua militância se estendeu aos municípios de Santa Luzia do Paruá, Zé Doca e Santa Inês, onde permanece até hoje. Na década de 80, Jacó também foi membro da CONCLAT, como representante do Maranhão, que mais tarde resultou na criação da CUT - Central Única dos Trabalhadores.
Epaminondas - Líder camponês assassinado aos 68 anos em Brasília, sob custódia do Exército, em agosto de 1971.Epaminondas, que também era sapateiro e artesão em couro, exerceu forte atuação política na luta por melhorias na área de saúde, educação e pela divisão igual da terra no sul do Maranhão. Conviveu e militou com Maurício Grabois e João Carlos Hass Sobrinho em Porto Franco. Combateu a ditadura militar e por ela foi assassinado. A família ainda luta para identificar seus restos mortais para levá-los a Porto Franco.
Nonatinho - Um dos fundadores do sindicato dos trabalhadores rurais do Maranhão e um dos fundadores do Partido Comunista do Brasil. Teve forte atuação na luta pela reforma agrária na região do Pindaré. Foi perseguido e morto pelas forças do latifúndio. É um dos símbolos da resistência camponesa no Maranhão.
MIQCB - Um dos maiores movimentos populares do estado e que também tem ampla atuação dos estados do Pará, Tocantins e Piauí. O movimento luta pelo respeito as causas trabalhistas das quebradeiras de coco e pela preservação dos babaçuais.
Fonte: http://www.vermelho.org.br/ma/noticia.php?id_noticia=230941&id_secao=73


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEIA, COMENTE, E DIVULGUE!