5 de ago de 2008

Feira de Livros
Dona Func, a pooderosa Fundação Municipal de Cultura de São Luís, já está ultimando, anunciando e divulgando, no maior estardalhaço, todos os preparativos para 2ª Feira de Livros de São Luís. O pré-lançamento para imprensa será amanhã e na sexta-feira para o lançamento oficial, na Praça Maria Aragão. Até aí, tuudo bem, beleza! Então, continuamos com nossa intrépida campanha “Carrancudos” Mas, afinal de contas. E o Concurso Literário e Artístico Cidade de São Luís, quando será a entrega de prêmios aos vencedores de 2007? Quando sairá o edital deste ano? Assessores municipais entraram em contato com este repórter, informando que essas questões serão, enfim, resolvidas por ocasião da abertura da II Feira de Livros, em outubro. Então tá!

Caixa Cultural
Até 5 de setembro. Está aberto o edital para a entrega de projetos culturais para os espaços da Caixa Cultural localizados em Brasília, Curitiba, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Serão analisados projetos apresentados nas áreas de artes visuais, artes cênicas, música, cinema e nas modalidades espetáculos, exposições, exibições, palestras, encontros, cursos, workshops, oficinas e lançamento de livros. Para os proponentes que desejam esclarecer dúvidas sobre o edital, a Caixa colocou à disposição o telefone 0800 704 5068. Edital e outras informações: www.caixa.gov.br/caixacultural/.

Caixa Cultural na Ilha
Pois é. Assim como dona CEF, BB, BNB, Petrobras e outras grandes estatais possuem seus espaços culturais em plena atividade. Todos combinam perfeitamente um trinômio indispensável: Bem administrados, bem equipados, bem localizados. Detalhe lamentável é que as administrações centrais desses gigantes, abarrotados de dinheiro publico, tem suas sedes em capitais do sudeste do pais. Fora daí, poucas as capitais que possuem espaços culturais dessas empresas. Nesta ilha-capital, nem pensar. Há algum tempo houve o espaço cultural da CEF, mas, caiu no esquecimento. Banco do Brasil e Banco do Nordeste nunca se preocuparam e implantar seus centros culturais por aqui. O que falta? Interesse das superintendências locais? Falta de habilidade para negociar esses espaços? Falta de interesse? O quê? O quê O quê??? Voltaremos ao assunto!

Um comentário:

  1. Lio, Perfeito!!!!!!!!!!
    Ninguém consegue entender porque os investimentos em cultura dos grandes bancos brasileiros se limitam ao sul do país... é certo que o aspecto retorno econômico, sob alguma perspectiva [que eu não sei qual]conta, mas é hora de começar a diversificar os investimentos culturais.
    Nosso Estado [assim como muitos outros do norte/nordeste] bem que poderia entrar na "cota" destes investimentos..Nossa provincia precisa...

    ResponderExcluir

LEIA, COMENTE, E DIVULGUE!