7 de jul de 2014

Salve, Artur de Azevedo!!! (07/07/1855)

O grande comediógrafo brasileiro escreveu sua primeira peça "Amor por Anexins" aos 15 anos de idade. (foi com Amor por Anexins que fiz minha estreia como diretor teatral e também o primeiro espetáculo do Grupo Ganzola. Fizemos temporada de sucesso no TAA e outros palcos da ilha-Capital)

Dramaturgo, poeta, contista e jornalista brasileiro (* 7/7/1855 +22/10/1908). Artur Azevedo (A. Nabantino Gonçalves de A.), jornalista e teatrólogo, nasceu em São Luís, MA, em 7 de julho de 1855, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 22 de outubro de 1908. Figurou, ao lado do irmão Aluísio de Azevedo, no grupo fundador da Academia Brasileira de Letras, onde criou a Cadeira nº 29, que tem como patrono Martins Pena.

Bibliografia

Obra: Carapuças, poesia (1871); Sonetos (1876); Um dia de finados, sátira (1877); Contos possíveis (1889); Contos fora da moda (1894); Contos efêmeros (1897); Contos em verso (1898); Rimas, poesia (1909); Contos cariocas (1928); Vida alheia (1929); Histórias brejeiras, seleção e prefácio de R. Magalhães Júnior (1962); Contos (1973).
Teatro: Amor por anexins (1872); A filha de Maria Angu (1876); Uma véspera de reis (1876); Jóia (1879); O escravocrata, em colaboração com Urbano Duarte (1884); Almanjarra (1888); A capital federal (1897); O retrato a óleo (1902); O dote (1907); O oráculo (1956); Teatro (1983).
Confira: http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=259&sid=281

Um comentário:

LEIA, COMENTE, E DIVULGUE!